Blog Tecnoarte

Planejamento financeiro: onde os médicos falham?

Além de otimizar recursos, o planejamento financeiro mantém seu negócio em crescimento mesmo nos tempos mais difíceis da economia

Sem dúvida, cuidar da saúde dos pacientes é a sua prioridade número um. Mas manter em dia a saúde financeira da sua clínica ou consultório também deve ser uma preocupação essencial. Isso porque, somente através de um bom planejamento financeiro é possível tomar decisões assertivas, que levam ao crescimento econômico do seu negócio mesmo nos tempos mais difíceis.

Mas como gerenciar suas finanças, mantendo-se livre dos riscos? Confira abaixo um passo a passo para elaborar com eficiência o planejamento financeiro da sua clínica ou consultório.

Análise periódica das despesas

Esse levantamento criterioso é fundamental para um diagnóstico preciso das suas finanças. Para isso, organize todos os meses as contas, extratos, gastos e receitas do seu consultório, questionando-se: como foi o fluxo de caixa? Qual foi o retorno? Onde erramos? E os acertos? Onde é possível cortar gastos?

Elabore um relatório completo sobre as movimentações financeiras, e identifique os pontos que funcionaram e aqueles que podem melhorar nos próximos meses.

Estabeleça metas

Com elas, é possível traçar um planejamento financeiro para alcançar os principais objetivos da sua unidade de saúde: deseja economizar em determinado setor? Comprar equipamentos mais modernos? Contratar mais funcionários? Expandir seu consultório?

Educação financeira

Mesmo que empreendedorismo não seja sua área de expertise, é fundamental aprender o básico sobre gestão financeira. Para isso, atualize-se sobre o assunto com cursos e livros. Lembre-se, entender seu negócio é fundamental para manter-se sempre à frente!

Ajuda especializada

Ainda que tenha suas finanças sob controle, é importante também buscar ajuda de profissionais especializados. Um contador, por exemplo, cuidará de questões burocráticas e específicas relacionadas aos impostos da sua clínica ou consultório.

Nunca misture despesas

Sua conta pessoal deve ser totalmente separada do caixa do seu negócio. Nunca utilize dinheiro do consultório para saldar dívidas ou despesas de casa.

Evite pequenos gastos

Aluguel, salários e impostos são custos que dificilmente se pode mexer. Mas com planejamento financeiro é possível encontrar pequenas formas de economia que, somadas, resultam na boa saúde do seu negócio.

Optar por lâmpadas mais econômicas, equipamentos que consomem menos energia, produtos de limpeza mais baratos são algumas mudanças que podem ajudar. Economizar tempo também pode gerar resultados importantes em longo prazo.

Invista em tecnologia

Ao investir em tecnologias, você não só otimiza os gastos do seu consultório, como também agiliza os diversos processos e práticas.

Com o agendamento online de consultas, por exemplo, diminui os gastos com telefones. Há também o prontuário eletrônico que gera economia em impressão, papel, energia e tempo.

Com um software para clínicas, como o Visual ASA e o iConsultório, você facilita a vida de pacientes, médicos e outros colaboradores, aumentando a produtividade e diminuindo consideravelmente os custos do seu consultório.