imposto de renda

Atenção, médico! É hora de declarar o imposto de renda

O prazo para entrega da declaração do imposto de renda se encerra no dia 30 de abril. Não deixe para última hora!

Na correria do dia a dia, em meio a tantos atendimentos, é comum que algumas responsabilidades financeiras fiquem em segundo plano. Porém, adiar o compromisso da declaração do imposto de renda não pode ser uma delas.

Iniciado em 01 de março de 2018, o prazo para entrega da declaração do imposto de renda se encerra no dia 30 de abril de 2018. Apesar de ainda faltar algum tempo, atenção, pois já é preciso se organizar e começar a preparar a documentação necessária.

Para isso, solicite o envio de todos os comprovantes de pagamento e recebimento de planos de saúde, cooperativas, contabilidade, órgãos públicos e empresas das quais você seja sócio.

Informações não podem faltar na declaração de imposto de renda

Para profissionais de saúde, uma das definições de pessoa física se encaixa na categoria de profissional autônomo, trabalhando em clínica ou consultório próprio, sem qualquer tipo de vínculo empregatício.

Nesse sentido, na primeira ficha de identificação, onde deve se colocar um código com a natureza de ocupação, opta-se pelo número 11 para profissionais liberais ou autônomos, sem vínculo empregatício. Já proprietários de empresas ou firmas devem optar pelo número 12.

Em seguida, no campo “Ocupação Principal” insira o código 225 para médicos. Também haverá um espaço para inserir o seu número de registro profissional, obrigatório para todos os profissionais de saúde.

E, lembre-se: se você atende pacientes particulares, é preciso ter em mãos o CPF de cada um deles, pois também podem declarar a sua consulta como uma despesa médica.

Itens que podem ser deduzidos na declaração de imposto de renda

Fique atento, pois sabendo declará-los corretamente, você pode pagar menos impostos!

– Gastos com manutenção do consultório como água, luz, aluguel e telefone.

– Encargos relativos à contratação de equipe.

– Pagamento dos sindicatos e conselhos de classe (CRM, por exemplo).

– Material de consumo e de escritório.

– Despesas com propaganda para divulgação da clínica ou consultório.